Estadão conteúdo: “D. Leonardo espera que a greve geral seja pacífica e sem violência”

A 55ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) foi destaque nos principais meios de comunicação nacionais e internacionais.

Jornal do Brasil refere-se equivocadamente à Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB) como “Confederação”.  Na edição desta quarta-feira, 26 de abril, trouxe manchete: “Igreja apoia greve geral e convoca fiéis contra reformas do governo”.  E resumiu: “Alguns quadros da Igreja Católica, como a Confederação Nacional de Bispos do Brasil (CNBB), manifestaram apoio à greve geral no país planejada para sexta-feira (28), contra as reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo governo de Michel Temer”.

Estadão Conteúdo, referindo-se à entrevista de Dom Leonardo Steiner, registrou: “D. Leonardo espera que a greve geral seja pacífica e sem violência. ‘Certamente o conteúdo das manifestações se dará no sentido de defesa dos direitos dos trabalhadores do campo e da cidade, de modo muito particular dos mais pobres’, disse”.

Agência Estado: O cardeal-arcebispo de São Paulo, d. Odilo Shrerer, afirmou nesta quarta-feira, 26, em entrevista coletiva no primeiro dos nove dias da Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), reunida em Aparecida, que o povo tem todo direito de se manifestar e pedir explicações sobre as propostas de reforma da Previdência e das leis trabalhistas, mas precisa também aceitar do diálogo para saber o que é melhor para o País. “Seria simplismo dizer apenas ‘sou contra’ ou ‘sou favorável’ em vez de examinar cada questão, pois podem haver algumas que beneficiem a população”, observou o cardeal.

Carta Capital online: “Uma greve geral contra os projetos está convocada para sexta-feira 28 e deve atrair apoio de diversas categorias no Brasil todo. ‘Certamente o conteúdo das manifestações se dará no sentido de defesa dos direitos dos trabalhadores do campo e da cidade, de modo muito particular dos mais pobres’, disse dom Leonardo Steiner, que é bispo-auxiliar de Brasília. ‘O movimento sinaliza que a sociedade quer o diálogo, quer participar, quer dar sua contribuição’, afirmou.

Os portais A12.com e Canção Nova deram destaque no noticiário a abertura do evento, ao tema central, a posição da CNBB sobre greve geral de 28 de abril e a conjuntura política nacional. Além dos 10 anos da Conferência de Aparecida. As emissoras católicas também repercutiram o primeiro dia de assembleia. A missa e as coletivas de imprensa foram transmitidas pelas TVs Aparecida e Canção Nova.
A 55ª também esteve presente no portal G1 Vale do Paraíba e Região e em matéria no jornal local da TV Vanguarda, afiliada da TV Globo na região de Aparecida (SP). Além da matéria na agência estado, os jornais, A Tarde da Bahia, os mineiros O Tempo e Estado de Minas e os de Santa Catarina, Diário Catarinense e Jornal de Santa Catarina também repercutiram a coletiva de imprensa da assembleia na qual o arcebispo de São Paulo, dom Odilo Shrerer, disse que o povo tem todo o direito de se manifestar.
Na mídia internacional a Rádio Vaticano destacou que a iniciação cristã e o momento brasileiro nortearão Assembleia da CNBB e o Journal Oleme da cidade portuguesa de Aveiro também apontou o apoio da Igreja a greve geral e a convocação de fiéis contra as reformas do governo.

 

Share This