Corpus Christi: oficinas para produção de tapetes resgatam tradição

Duas paróquias da arquidiocese de Belo Horizonte (MG) estão unidas na preparação do tradicionais tapetes para a procissão com o Santíssimo Sacramento que acontecerá nesta quinta-feira, dia 15 de junho, na celebração da Solenidade de Corpus Christi. Localizadas na região central da capital mineira, as paróquias Nossa Senhora da Boa Viagem – que é o santuário arquidiocesano de Adoração Perpétua – e São José são ligadas pela avenida Afonso Pena, numa distância de um quilômetro, que será todo enfeitado com os tapetes produzidos por mais de mil voluntários.

Foto: Arquidiocese de Belo Horizonte (MG)/divulgação

Oficinas foram oferecidas no mês de maio e no início de junho para mais de mil voluntários que se cadastraram para participar. A iniciativa do mutirão para confeccionar os tapetes com motivos litúrgicos e religiosos “veio para fortalecer ainda mais a comunhão entre as paróquias da área central de Belo Horizonte”, diz o reitor do Santuário de Adoração Perpétua, padre Marcelo Carlos da Silva. A mobilização também serve para o resgate da tradição e da cultura religiosa mineira, segundo o padre sacramentino. “Além de uma forma de evangelizar, a confecção dos tapetes, que reúne mais de mil voluntários, é também uma expressão de arte, cultura, crenças, valores e fé cristã. Nesse mutirão nos tornamos mais unidos, mais fortes no anúncio do Evangelho”, reforça.

As oficinas com os voluntários aconteceram nas praças das duas igrejas. Todo o material utilizado foi recolhido durante o ano. “Damos prioridade para os recicláveis. Também contamos com o apoio de toda a comunidade. Mesmo as pessoas que não estão inscritas nas oficinas, vão ao local para assistir, e instituições”, conta padre Marcelo.

Foto: Arquidiocese de Belo Horizonte (MG)

Segundo o pároco da paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, o mutirão tem crescido a cada ano, envolvendo crianças, jovens, adultos e idosos. “Cada um participa de alguma forma nessa experiência coletiva. Os idosos ajudam na equipe do café que servimos, que se chama café com fé. Integram a Pastoral da Pessoa Idosa, que se une aos voluntários para preparar e servir alimentos para os trabalhadores do mutirão. Ou seja, o trabalho é realizado em espírito de muita comunhão e unidade, o que proporciona o fortalecimento da fé das pessoas. É o que nos motiva, cada vez mais a proporcionar essa experiência bonita na comunidade”, testemunha.

Mesmo sem uma proposta de levar as oficinas a outros lugares, os responsáveis pelo projeto colocaram-se à disposição para partilhar a experiência com que desejar realiza-la também.

Tapetes de Corpus Christi
A tradição dos tapetes que ornamentam a solenidade de Corpus Christi no Brasil tem origem nos imigrantes açorianos, provenientes do arquipélago dos Açores, em Portugal. O Barroco, manifestação artística do século XVII, enriqueceu a festa com suas características e, desde a época colonial, uma profusão de cores, a música e expressões de grandeza marcam a festa.

Em um artigo, o arcebispo de Juiz de Fora (MG), dom Gil Antônio Moreira, destacou esse elemento como “a expressão do sublime amor que oferecemos àquele que passa em nossa vida, como Rei dos reis, Senhor dos senhores, nos conduzindo para a beleza da vida feliz no banquete eterno”.

Share This